SP: professores dão até 56 aulas semanais

Professores

Com a degradação dos salários dos professores da rede estadual de ensino, muitos escolheram uma saída individual acumular dois cargos, dois ou três empregos.

Há na categoria muitos professores que acumulam cargos, às vezes os dois no ensino estadual, às vezes com o ensino particular e outros nas prefeituras.

Com esse acúmulo de trabalho, os professores acabam ministrando mais de 50 aulas semanais, trabalhando 12 horas por dia.

Esse excesso de trabalho gera diversas doenças entre os professores, gera também diversas outras questões como aulas mecânicas, professores apáticos, depressão e diversas doenças físicas e psicológicas.

A saída para a defasagem dos salários não é arrumar dois ou três empregos, pois isso gera profissionais doentes e apáticos. A saída é a mobilização da categoria contra todos os ataques aos nossos salários e ao nosso emprego. Saídas individuais é apenas para servir ao capitalismo e aos interesses dos patões.