São Paulo
As epidemias voltando ao país
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
hospital lotado
Aumentam os casos a cada dia. |

Em 2016, o Brasil havia conquistado o certificado de erradicação do sarampo, conferido pela Organização Mundial da Saúde. O certificado é dado ao país e que permanece por 12 meses sem focos da doença. No caso do Brasil, com dimensões continentais, foi resultado de um esforço de saúde gigantesco e demorado.

Um ano depois do golpe, as taxas de vacinação de doenças como rubéola, meningite e sarampo haviam caído de quase 100% para cerca de 80%. E o Brasil sofreu um surto de sarampo, como não ocorria há quase duas décadas! Mais de 10 mil pessoas contraíram a doença, principalmente na Região Norte. E o Ministério da Saúde, ocupado por golpistas, tratou de colocar a culpa na Venezuela.

Atualmente um surto da doença se manifestou na região mais desenvolvida do Brasil. Não é mais possível culpar a Venezuela. O Estado de São Paulo concentra 99% dos focos de sarampo do Brasil (!) O Ministério da Saúde confirmou nesta quarta-feira (28) a primeira morte por sarampo de um paulistano, em 22 anos. E a Zona Metropolitana concentra nada menos que 90% dos focos. São mais de 2 mil focos, sendo 1.637 só no município, além de 7.380 suspeitas.

Esta é a realidade do PSDB que, não apenas reina em São Paulo há décadas, como patrocinou o golpe que vem devastando o país. É a gestão Dória-Covas que leva ao buraco o estado mais rico do Brasil.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas