SP: obra de Djanira da Motta exposta no MASP

djanira pintora

O Museu de Arte de São Paulo (MASP) expõe a partir desde a última sexta-feira (1°) a primeira grande exposição monográfica dedicada a Djanira de Motta e Silva desde sua morte, há 40 anos.

Djanira era uma autodidata na arte, seu engajamento com a política e sua origem trabalhadora e humilde fez com que suas obras retratassem o mundo que ela cresceu vendo, as festas populares e religiosas, o trabalho e os trabalhadores, além de diversos povos e paisagens brasileiras.

Djanira: a memória de seu povo inaugura a programação Histórias das mulheres, histórias feministas, dedicado a artistas mulheres na programação do MASP durante o ano de 2019, que incluirá, assim como Djanira, outras duas artistas modernistas brasileiras de destaque: Tarsila do Amaral e Lina Bo Bardi.

Local: MASP, Av Paulista, 1578.

Data: 01/03 até 19/05.

Horários: terça-feira das 10h às 20h, quarta-feira a domingo das 10h às 18h.

Custo de entrada:

Adultos: R$40,00.

Estudantes, professores e maiores de 60 anos: R$20,00.

Menores de 11 anos, amigos do MASP: gratuito.

Todas as terças-feiras a entrada é gratuita para o público em geral.