SP: Marília também protestou contra o desmonte da Educação

marilia

Na quarta, dia 15, professores, funcionários da Educação e estudantes universitários e secundaristas de Marília, interior de São Paulo, deixaram suas escolas para protestar contra o desmonte da Educação pública no País.

A manifestação contou com setores da APEOESP subsede de Marília,  do “campus” da FFC-Unesp paralisou suas atividades e saíram em passeata até a “Ilha”, levando centenas de estudantes, professores e funcionários para protestar contra as barbaridades que estão sendo feitas contra a educação.

Marília também levou caravana para o Vão Livre do Masp, na Capital, onde mais de 100 mil pessoas gritavam o Fora Bolsonaro, mostrando seu total repúdio ao governo Fraudulento de Jair Bolsonaro.

A palavra-de-ordem que mais ecoou pela manifestações do Brasil a fora foi o Fora Bolsonaro, os estudantes e professores entenderam que o desmonte da educação somente será barrado com o Fora Bolsonaro.

As manifestações escancaram a fraude eleitoral e mais ainda deixam claro mais uma vez que o golpe de Estado é anti-popular. É preciso organizar e aprofundar a mobilização, colocando claramente que é preciso derrubar Bolsonaro e todos os golpista, libertar Lula e estabelecer novas eleições para acabar de uma vez por todas com o golpe que está transformando o Brasil novamente em uma colônia, destruindo o ensino público e tudo mais que diga respeito aos interesses da população.