Perseguição aos motoboys
A PM se usou das leis de trânsito para punir os motoboys que realizaram manifestação em São Paulo no dia 14 de julho, multando os trabalhadores por diversas infrações
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
entregadores em frente a camara dos vereadores
Entregadores protestando em frente à Câmara dos Veradores em São Paulo | Foto: Taba Benedicto/Estadão Conteúdo

Segundo relatos do Sindicato dos Motoboys de São Paulo (SindimotoSP), diversos entregadores que participaram de ato no dia 14 de julho na Capital contra os abusos realizados pelas empresas de entrega por aplicativo receberam multas de trânsito que chegam aos valores de R$6.000 (por obstrução de via).

Outras infrações que a PM usou como justificativa para punir os entregadores por se manifestarem são “uso prolongado e desncessário de buzina” (R$88) ou “segurar ou manusear celulares na direção do veículo”.

O Sindicato diz que irá entrar com recurso contra as multas, que se tratam de nada mais nada menos do que um atentado à liberdade de manifestação dos trabalhadores.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas