SP: Doria faz escárnio com paulistanos em meio aos desastres causados pelo PSDB evidenciados pelas fortes chuvas

doria-chuva-11032019144929181

Da redação – Cinismo e deboche do governador golpista e fascista João Doria para com a população excedeu todos os limites.

Após governar com uma política neoliberal e fascista a cidade de São Paulo por dois anos como prefeito, oferecendo ração como merenda escolar para crianças pobres (alunos das escolas da prefeitura), carimbando suas mãos para não terem direito de repetir a merenda (submetendo-os à fome enquanto tutelados pela prefeitura), dando ordem para a empresa de limpeza urbana jogar água em moradores de rua, entre outros absurdos, Doria agora como governador dá prosseguimento aos ataques à população paulistana, que sofre com governos controlados pelo PSDB desde 1995.

Após a capital e a grande SP serem atingidas pela chuva entre os dias 10 e 11, causando quase 800 diferentes pontos de alagamentos, vários deslizamentos de terra, enormes prejuízos materiais à população,  centenas de pessoas feridas e pelo menos 12 pessoas mortas por soterramento ou afogamento, o prefeito fascista pediu para que a população se “proteja” após voltar do trabalho.

O prefeito humilha a população. Disse ele em entrevista à imprensa burguesa:

“Ao retornarem para suas casas hoje após o trabalho, não saiam de casa. Isso vai evitar transtornos e riscos a vocês. Amanhã, ao saírem para seus escritórios, mais uma vez, retornem para suas casas e fiquem em casa, porque as chuvas infelizmente vão prosseguir pelos dados meteorológicos pelas próximas 48 horas”.

É o mesmo que dizer para a população se expor aos riscos de morrer para ir trabalhar (a fim de garantir os lucros dos patrões, amigos de Doria), mas que ao retornar para suas casas, evitem morrer para poderem voltar ao trabalho no dia seguinte.

A declaração deixa claro o tipo de gente que está a frente do governo do Estado de São Paulo, sem a mínima decência, humanidade ou respeito pelo povo.

A população de SP deve se organizar para, ao invés de ir para o trabalho, ir para as ruas se manisfestar contra esse governo golpista e fascista que aparelha o estado em nome dos lucros dos grandes empresários. Se for para não sair de casa a fim de se proteger da chuva, que não vão ao trabalho, façam greve para derrubar o governador coxinha e todos os golpistas, sua política neoliberal e o golpe em seu conjunto, que está destruindo a vida (literalmente) dos trabalhadores.

Enquanto não investe um centavo em infraestrutura, saneamento básico, esgoto, controle de zoonoses e infestações, Doria fecha um atrás do outro os acordos de transferência das riquezas do estado para os grandes capitalistas, como prometeu em evento do banco Credit Suisse, conceder à iniciativa privada mais de 20 aeroportos regionais, a Hidrovia Tietê-Paraná, o Porto de São Sebastião (no litoral paulista) e todas as rodovias que ainda não foram concedidas, juntamente com bilionárias isenções fiscais.

Retira do povo para dar aos grandes investidores e especuladores e como se não bastasse, debocha, faz escárnio, zomba, caçoa, tripudia, humilha a população paulistana.

Fora Doria e todos os golpistas, de São Paulo e a nível nacional, Fora Bolsonaro!