SP: demissão de professores pode deixar 60 mil alunos sem aula

dsc_3758

Nesse ano de 2019, o próprio governo João Dória (PSDB) tratou de anunciar que mais de 60 mil estudantes ficarão sem aulas,  serão mais de 629 turmas ficaram sem professores na rede estadual de ensino nas séries iniciais da 1º ao 5º ano.

Segundo o governo tucano, das 91 diretorias de ensino de São Paulo, 37 terão falta de professores, as mais afetadas serão Campinas, Mogi Mirim,São Carlos, Araraquara e Santo André.

O problema é gerado pelo próprio governo, pois está proibido de abrir cadastro para os professores temporários, os chamados de “categoria O”.

Um absurdo, pois o contrato já é um subemprego na categoria dos professores é vetado pelos golpistas de plantão a possibilidade dos professores e alunos ter aulas regulares.

Os golpistas alegam que tem que haver concurso, sim tem milhares de professores que passaram no concurso de 2013 não foi chamado ainda. Inclusive muitos atuam como categoria O, F, V entre outros.

Com a mobilização de todos os excluídos e atingidos pelo golpe de 2016 que tirou diversos direitos da população, vamos derrotar essa política de rapina e enganação como esse e outros concursos que não vão a diante.

Somente com a mobilização dos professores e estudantes é possível barrar todo os desmontes que estão sendo promovidos pelo golpistas com a falta de professores, o congelamento dos gastos e as parcerias público-privadas que estão sendo colocadas em prática por meio dos governos golpistas.