Política fascista
SP: Covas autorizou grades em espaços públicos na Zona Norte
Prefeito tucano autorizou a instalação de grade em uma praça para separar moradores ricos de pobres
15679855795d758fabab270_1567985579_3x2_rt
Política fascista
SP: Covas autorizou grades em espaços públicos na Zona Norte
Prefeito tucano autorizou a instalação de grade em uma praça para separar moradores ricos de pobres
Cerca impõe segregação social em bairro de São Paulo
15679855795d758fabab270_1567985579_3x2_rt
Cerca impõe segregação social em bairro de São Paulo

O prefeito golpista de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), autorizou a instalação de uma grade de metal e um portão em parque público, na Zona Norte da cidade. A função da grade é estabelecer uma divisão entre os moradores do Jardim São Bento e do bairro do Peruche.

O pedido para a instalação da grade teria partido, supostamente, dos moradores do Jardim São bento, bairro com padrão de vida mais alto em comparação com os moradores do bairro do Peruche, de renda mais baixa.

Trata-se de uma verdadeira política de segregação social imposta pelo prefeito tucano. A grade e o portão de ferro instalados na praça servem para impedir o trânsito dos moradores, além de determinar qual horário a população do bairro do Peruche poderá passar para o outro lado. Um verdadeiro medida ditatorial, um ataque ao direito de ir e vir do povo, além da exclusão social.

O fato demonstra que o PSDB de “democrático” não tem nada, consiste em um partido golpista, de defesa dos interesses da classe dominante, que tem na bagagem um histórico de violência contra a população pobre e a classe trabalhadora. A tentativa de determinados setores de esquerda de formar uma frente com os tucanos, além da capitulação para os golpistas, é uma verdadeira traição à luta do povo pobre brasileiro.

É preciso mobilizar a população contra todos os golpistas. É preciso derrotar Covas em São Paulo, Doria e Bolsonaro. Fora Covas! Fora Dória! Fora Bolsonaro e todos os golpistas!