Entrevista
Fora Bolsonaro, liberdade plena para Lula e Lula presidente
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
sonia
Sônia da Costa, candidata do PCO à prefeitura de Ribeirão Preto-SP. | Divulgação

O Diário Causa Operária segue com sua série de entrevistas com os candidatos do Partido da Causa Operária (PCO) nessas eleições municipais. Hoje, entrevistamos Sonia da Costa, candidato a prefeita em Ribeirão Preto, São Paulo.

DCO: Qual a situação de Ribeirão Preto com essa crise toda?

Sônia da Costa: Vejo que a situação daqui de Ribeirão está bem complicada. Foi iniciado um projeto de infraestrutura e reformas aqui na cidade, e não estou em acordo com essas reformas que fizeram. Pois mexeram em locais que não tinham necessidade. Assim, o que acontece hoje é que a cidade está cheia de construções e com as eleições todas elas permaneceram sem terminar, e o atual prefeito diz querer se reeleger para continuar. Nesse sentido, as obras de trânsito estão totalmente paradas e ele usa essa questão como uma chantagem à população para sua reeleição.

DCO: O povo está insatisfeito com as políticas mantidas pela burguesia?

Sim, o povo está insatisfeito, pois o que era pra ser investido aqui em Ribeirão, como é o caso da saúde, que quando vamos aos postos não há nem médicos, está se investindo nestas reformas que não tem necessidade no momento, e que prejudica muito o pessoal da periferia que estão muito insatisfeitos com isso tudo.

DCO: Sobre você, como conheceu o PCO?

Sônia da Costa: Eu conheci o partido através das palestras e das campanhas pela liberdade de Lula: “O que é o fascismo e como combatê-lo”. Acompanho Lula há muitos anos, porque ele luta pelo povo. Foi crescendo na política desde muito pequeno, e veio crescendo. Nos deu a oportunidade de manter a comida na mesa, foi uma época difícil, e tivemos muitos ganhos com ele na presidência. Foi uma luta muito intensa e para mim foi o melhor presidente. Ele realmente fez com que se quebrasse muitos tabus na economia e tem que retornar à presidência.

DCO: Como tem sido o trabalho do partido em Ribeirão Preto e Região?

Sônia da Costa: Nossa participação ainda é muito boa, mas temos uma região metropolitana para organizar.

DCO: Como a população tem reagido à campanha do PCO?

Sônia da Costa: A campanha do PCO é a campanha da classe trabalhadora. A classe trabalhadora tem nos ouvido bem de uma maneira em que podemos crescer dentro da classe trabalhadora.

DCO: Sua candidatura tem sido perseguida pela justiça e pela imprensa, como ocorre com as outras candidaturas do PCO?

Sônia da Costa: Primeiro é preciso rechaçar a cláusula de barreira que impede a candidatura dos pequenos partidos na rádio e na televisão. Teve a rejeição pelo tribunal nazista em que ninguém conseguiu ter acesso à se candidatar, e eles negaram totalmente. Fiquei chateada com isso, estava feliz em me candidatar, mas eles me negaram e não gostei.

DCO: Quais os principais pontos da campanha do partido nessas eleições?

Sônia da Costa: Desde a campanha pela liberdade de Lula, a gente vem criando cada vez mais força pra poder estar dando oportunidade de conscientização pelo fora Bolsonaro, contra o Imperialismo norte-americano, contra o embargo à Cuba e Venezuela.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas