Somente a mobilização popular pode libertar Lula

carol proner

Em discurso no acampamento Lula Livre, em Curitiba, a jurista Carol Proner defendeu a luta contra prisão de Lula nas ruas e falou sobre a intervenção do poder judiciário na política. Segundo a jurista as ações institucionais e a luta nos tribunais deve se submeter a luta e a mobilização popular nas ruas para podermos derrotar o Golpe de Estado e libertar o ex-presidente Lula.

Carol Proner faz uma avaliação daquilo que está altura já ficou muito claro, que os tribunais e o direito não serão capazes de retirar Lula da Cadeia, pois o que temos observado é uma sequencia de derrotas institucionais do líder petista apoiadas na destruição total da constituição brasileira que tem sido levada adiante pela justiça golpista. Nas palavras da própria jurista “Nós do Direito vamos fazer a nossa parte, cada um ajuda de um jeito, mas temos certeza de que a solução não sai do Direito, mas da mobilização popular e da luta”.

O que temos percebido é que o avanço do Golpe de Estado no país tem levado muitos setores da esquerda a abandonarem as ilusões a respeito de uma “saída institucional” para o Golpe e se apoiarem cada vez mais na mobilização da classe trabalhadora como único caminho para derrotar a direita e o Golpe de conjunto. Os golpistas querem anular Lula politicamente e para isso irão mantê-lo preso o máximo de tempo possível, ao passo em que farão de tudo para liquidar o Partido dos Trabalhadores e todas as organizações de esquerda e da classe operária. Por isso, é fundamental que sejamos capazes de opor uma dura resistência ao avanço do Golpe e contra a prisão do líder petista que não pode ser feita pela via institucional, tampouco somente através de eleições, mas que deve ser travada nas ruas, nas fábricas nos bairros operários com uma intensa e permanente mobilização.