Siga o DCO nas redes sociais

Soldado é morto por colegas do exército no RS
Screenshot_6
Screenshot_6

Na manhã do dia 13/07, sábado, um soldado foi morto por um colega enquanto fazia o serviço de guarda no 18º Batalhão de Infantaria Motorizado do Exército Brasileiro em Sapucaia do Sul (RS). Talles Finger tinha 18 anos e chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

O batalhão notificou que o militar que disparou contra Talles foi imediatamente preso dentro do quartel por seus superiores. Ao ser perguntado se havia alguma possibilidade do tiro ter sido acidental, o quartel informou que “qualquer suposição pode atrapalhar as investigações” e que as informações seriam apuradas o mais rápido possível. Não se tem nenhuma notícia da investigação desde então.

Casos como esse não são “isolados” e muitas vezes tem ligações com brigas dentro das Forças Armadas. A corrupção, o tráfico de drogas e o tráfico de armas são frequentes dentro da instituição e provocam casos que muitas vezes não vêm a tona para tentar mascarar a podridão dentro da instituição.

Leia a nota do Exército:

O Comando do 18º Batalhão de Infantaria Motorizado (Sapucaia do Sul-RS) lamenta informar que na manhã de hoje (13 de julho) o Soldado TALLES FINGER, natural de Campo Bom-RS, veio a falecer durante o serviço de guarda ao quartel, fruto de um disparo de arma realizada por outro militar.

Foi aberto um Inquérito Policial Militar para apurar as circunstâncias do trágico fato, sendo que de imediato foi lavrada a prisão do militar que disparou a arma.

O Comando se junta à família neste momento de consternação e pesar, que está recebendo todo o apoio psicológico e espiritual.

COMANDO DO 18º BATALHÃO DE INFANTARIA MOTORIZADO