Sobre a Amazônia: “Bolsonaro no governo é uma ameaça nacional”, diz Rui Costa Pimenta

2019-03-19t160618z_458895007_rc1e0de862a0_rtrmadp_3_usa-brazil

Da redação – As manifestações contra Bolsonaro ainda estão muito incipientes, estão sendo feitas em um esquema eleitoral. Precisa ser mais amplo e combativo. Mas é delas que abre-se o caminho para a mobilização geral pela liberdade de Lula e pela derrubada de Bolsonaro.

É o que falou Rui Costa Pimenta na Análise Política da TV 247, que ocorre todas as terças-feiras com transmissão simultânea pela COTV às 16h.

A questão da entrega da Amazônia pelo governo é chave. O Brasil já deveria ter tido um projeto abrangente para a Amazônia, com mais cidades nesta região, para ocupar a proteger. Isso é contra a política do imperialismo que quer tomar conta da floresta, e fa isso com o apoio de Bolsonaro.

A política da esquerda de manter intocável a região (70%) do território nacional ajuda a extrema-direita. O PCO defende que certas regiões devem ser usadas como forma de desenvolvimento do país. A política do Bolsonaro é de entregar as riquezas do país para os capitalistas norte-americanos.

É preciso defender a Amazônia como forma de defender a integridade nacional do país. As forças armadas brasileiras estão aliadas ao imperialismo, elas não são nacionalistas. Bolsonaro no governo é uma ameaça nacional.

Seria preciso ter pessoas habitando na região para defender a Amazônia para prevalecer os interesses do povo em cima dos interesses de Bolsonaro, dos Militares e, sobretudo, do Imperialismo.

Assista ao vivo na COTV: