Sob ditadura militar, Ucrânia proíbe cidadãos russos entre 16 e 60 anos de entrarem no país

1022165610

Da redação – O Serviço de Guarda Fronteiriça da Ucrânia comunicou nesta sexta-feira (30) que cidadãos estrangeiros, particularmente os russos, do sexo masculino com idade entre 16 e 60 anos estão proibidos de entrar no país.

“As medidas de controle nos postos de checagem foram reforçadas. A partir de hoje, estrangeiros, principalmente os russos, têm a entrada restrita. Homens russos, de 16 a 60 anos, estão proibidos de entrar (na Ucrânia)”, anunciou o chefe do serviço, Petro Tsigikal, citado pela agência de notícias russa TASS.

Essas pessoas estão autorizadas de entrar na Ucrânia apenas em situações de emergência pessoal, como no caso de funeral de parentes que vivem no país, por exemplo.

A medida foi imposta pela lei marcial, decretada pelo governo ucraniano na segunda-feira (26), que durará 30 dias. Na prática, o país se tornou uma ditadura militar, com a lei valendo em dez regiões da Ucrânia, entre elas a fronteira com a Rússia.

A desculpa foi a captura de três navios por parte da Rússia no domingo, que haviam entrado em águas russas ao cruzar o estreito de Kerch, entre a Crimeia e a Rússia continental.