Só ricos vão poder estudar depois da devastação “coxinha”: golpistas cortam verbas do FIES

fies

Durante os governos do PT, os trabalhadores conseguiram conquistar, como consequência da luta do movimento operário contra a ditadura militar e contra o neoliberalismo do governo FHC, melhoras em vários aspectos. Um deles foi o acesso das camadas mais desfavorecidas da população às universidades – que foi concretizado através da criação de uma série de instituições e de programas com o FIES e o Prouni. No entanto, tudo isso está sendo derrubado pelo governo golpista.

O FIES (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior), que é um programa que financia a graduação de estudantes em universidades pagas, está em completa decadência. Em 2014, durante o governo de Dilma Rousseff, o programa chegou a contar com quase meio milhão de estudantes – agora, são menos de 50 mil.

Cada dia está ficando mais claro a que o governo golpista veio: para destruir todas as conquistas dos trabalhadores e entregar o país para o controle dos patrões. Os filhos dos trabalhadores não poderão mais estudar nas universidades: isso será apenas um privilégio para os coxinhas. Pouco a pouco, a universidade vai se transformando em um ambiente completamento estranho à esmagadora maioria da população.

Os ataques do governo golpista às universidades é um entre vários aspectos que demonstra a impossibilidade de os trabalhadores e setores democrático “virarem a página do golpe” e se conformarem ao regime golpista. Por isso ~e necessário fortalecer os comitês de luta contra o golpe e construir a greve geral contra os golpistas.