Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
edward snowden
|

Da redação – Edward Snowden, ex-analista da Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA), foi o responsável pelo vazamento, em 2013, de milhares de documentos secretos para os jornalistas do The Guardian e do The Washington Post, o que revelou para o mundo inteiro a forma criminosa como as agências de inteligência norte-americanas estavam espionando os cidadãos de seu próprio país e também de outros países. Hoje ele está exilado na Rússia, protegido pelo governo de Vladimir Putin.

Em entrevista concedida à página Motherboard, do portal Vice, ele diz que “na comunidade da Inteligência, a Rússia era tida como um lugar assustador – é Mordor”. Snowden diz que seu primeiro plano era se exilar no Equador, mas o secretário de Estado dos EUA na época, John Kerry, cancelou seu passaporte quando ele ainda estava na Rússia. Se ele não o tivesse feito, “eu estaria em Guantánamo ou morto”, nas palavras do próprio Snowden.

Snowden denuncia, assim, a traição de Lenín Moreno, presidente atual do Equador, que, contra as aspirações do povo que o elegeu, mandou prender o seu antecessor Rafael Correa, aplicou uma política neoliberal no seu país e entregou para as garras do imperialismo o prisioneiro político Julian Assange, criador do sítio Wikileaks, que também denunciou ao longo de sua existência os crimes das agências de espionagem norte-americanas e de outros países também.

Ele poderia ter sofrido destino idêntico se fosse para o Equador, mas, pelo menos por enquanto, a Rússia é um lugar mais seguro para o dissidente norte-americano, uma vez que o governo de Vladimir Putin é estável e mantêm uma séria contradição com os interesses do imperialismo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas