São Paulo
Mais uma vez, a oposição da esquerda pequeno-burguesa presta relevantes serviços à manutenção da mesma política a frente do sindicato
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
claudio
Foto: reprodução |

A eleição do maior sindicato de funcionários públicos no país que se realizou na última sexta feira, teve como resultado da enorme fraude a vitória da Chapa da situação, ligada ao vereador Cláudio Fonseca (PPS), aliado parlamentar do governo Bruno Covas na cidade de São Paulo. Além de toda a fraude já exposta na matéria veiculada ontem neste diário, a eleição de Cláudio Fonseca contou com a colaboração de sempre, nos momentos decisivos da esquerda pequeno burguesa, em especial, a chamada Unidade da oposição ligados ao PSOL, PSTU e seus satélites, mas também das demais chapas.

Não é dessa eleição o apoio clamoroso a Cláudio Fonseca (já vem de mais de décadas) quando este se encontra em perigo. Em várias lutas da categoria a chamada Unidade da Oposição foi decisiva para derrotar a categoria e ajudar Cláudio Fonseca.

Alguns exemplos:

Na primeira grande greve da categoria em 2006, depois de 12 dias de paralisação e de Cláudio Fonseca ameaçar a categoria que não haveria sequer o pagamento dos dias parados naquela ocasião, contra a proposta de Educadores em Luta de se manter em greve, que a representante do Psol naquela assembleia (Rosa Palmiro), após 3 votações, com mais de 15 mil servidores presentes, onde a assembleia estava totalmente dividida e em nenhuma das 3 votações para se saber se a greve continuava era possível saber exatamente o resultado, que a representante do PSOL foi chamada por Cláudio Fonseca e disse que concordava com Cláudio que a proposta de greve fora derrotada, sem sequer levar em conta a ameaça de Cláudio de que o sindicato não lutaria pelo pagamento dos dias se a greve continuasse, detalhe o governo municipal era de Kassab, que havia terminado de receber o cargo de José Serra(PSDB).

Durante a greve contra a reforma da previdência municipal coube a outra integrante da Unidade da oposição defender o fim da mobilização dos profissionais em educação, seguindo a política de Cláudio e dando tempo para a direita se rearticular e derrotar os professores no dia 26 de dezembro de 2018, em votação na Câmara Municipal de São Paulo.

E para terminar, nesta eleição para direção do sindicato, depois de terem colaborado diretamente para a realização da eleição, fugiram da eleição por temerem claramente não conseguir se eleger frente ao poderoso Cláudio Fonseca dos 10% de votos da categoria. Não bastasse toda a capitulação era preciso mais e fizeram sua política a da calúnia geral e até pessoais. Em várias redes sociais facebook, grandes grupos de wattshap de várias regiões da cidade, onde realizaram explicita campanha contra o voto da categoria na Chapa 3 de Educadores em Luta – Fora Bolsonaro, a única oposição à diretoria de Cláudio “Covas” Fonseca. Se utilizando até mesmo de calúnias para atacar a verdadeira oposição, como dizer que: “A chapa 3 está comprada por Cláudio Fonseca”, “Conversei com amigos do PCO e não há ninguém do PCO na Chapa”, entre outros. Além da campanha de calúnias chegaram a negar o ingresso de militantes de Educadores em luta em grupos de wattshap, como o da DRE Ipiranga, onde os ataques eram raivosos contra os professores do PCO, tudo para impedir o debate e o esclarecimento entre professores.

A realização da mobilização da corrente “ Educadores em Luta” denunciando a política de deixar os professores na mão em meio a pandemia e aos ataques de Bruno Covas da diretoria e da ala pequeno burguesa, aglomerou em torno de sua política centenas de professores e servidores que veem a necessidade de uma oposição de verdade à política direitista destes setores. Este é o caminho que a partir de agora a corrente de educadores do PCO e simpatizantes vai seguir e aprofundar a luta nas ruas e no dia a dia das escolas, contra os governos inimigos da educação e dos trabalhadores. Fora Covas! Fora Bolsonaro!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas