Greve na educação
Sindicatos de professores franceses convoca greve contra insuficiência das medidas de controle da disseminação do coronavírus no setor.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
França - Greve professores
Manifestação de professores em Outubro de 2019 em Bobigny. | Foto por: Thomas Samson.

Vários sindicatos educacionais franceses ratificaram hoje o apelo para uma greve nacional amanhã para exigir novas medidas de proteção à saúde do governo em face da Covid-19.

Através de vários canais, incluindo redes sociais, os sindicatos do setor como Snes-FSU, CGT-Éducation e Snuipp-FSU insistiram no apelo ao protesto nas escolas e no ensino médio, apesar do fortalecimento do protocolo sanitário anunciado na semana passada pelo Ministro da Educação, Jean-Michel Blanquer.

As ações exigidas incluem o recrutamento maciço de professores para substituir aqueles que estão doentes ou vulneráveis à pandemia, e de pessoal para limpar e desinfetar as salas de aula.

Eles também exigiram respostas sobre o desafio da ventilação das salas de aula durante o inverno, a segurança nas salas de jantar e a mudança de data para os exames do ensino médio, agendados para março.

Alguns dos promotores da greve denunciaram o que eles consideram ser ‘desprezo pelo trabalho dos professores’.

Na quinta-feira, Blanquer apontou novas medidas de saúde nas instalações de ensino, tais como a possibilidade de organizar cursos à distância nas escolas de ensino médio.

Entretanto, os sindicatos decididos a protestar amanhã chamaram insuficientes as ações do governo e lembraram a responsabilidade de proteger os funcionários públicos, em meio ao flagelo da segunda onda de contágio da Covid-19.

É inaceitável que as pessoas tenham que pagar o preço de ficar doentes, eles enfatizaram.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas