Fora Covas, Fora Doria
SIndicato denuncia que o rodízio levará a superlotação dos transportes, o que pode ser fatal para o povo e uma política criminosa dos fascistas
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
metro2(2)
Foto: Diário Causa Operária |

Da redação – O Sindicato dos Metroviários de São Paulo, soltou uma nota de repúdio nesta terça-feira (12) contra o rodízio criminoso do governo fascista de Bruno Covas (PSDB), pois, como deveria ser uma lógica até para uma criança, o aumento do fluxo do serviço de metro será gigantesco.

A partir desta segunda-feira (11), carros com placas de final par só poderão rodar em dias da semana pares e veículos final ímpar nos dias ímpares, valendo durante 24 horas do dia, inclusive aos sábados e domingos. Ficando de fora táxis, trabalhadores da saúde, setor de abastecimentos, veículos de imprensa e motos, a medida deixa evidente também que as multas vão ser baixadas contra a população.

Segue a nota na íntegra:

Bloqueios de policia já foram vistos nestes dois primeiros dias da semana parando centenas de carros, causando ainda maior trânsito e cobrando multas de muitos que estão sem emprego e completamente desesperados.

A política da burguesia é criminosa em todos os sentidos e setores. Vão ganhar milhões com multas, causando congestionamentos, lotação do metrô e ônibus, aumentando o contágio do povo para que este morra.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas