Sesc 24 de maio exibirá retrospectiva sobre Lasar Segall

lasar_

Mais de 80 obras do artista Lasar Segall estarão expostas no Sesc 24 de Maio. Segall (1889-1957) é um dos mais importantes nomes do século 20. Em suas obras é expresso o drama das  populações desterradas, principalmente, da comunidade judaica.

A mostra é gratuita e tem a curadoria de Maria Alice Milliet. Na exposição  “Lasar Segall: ensaio sobre a cor” estão 87 obras do artista que incluem pinturas, desenhos, fotografias e documentos.  As obras estão divididas por um esquema cromático .

Em cada tom é representada uma fase e um tema:

Angústia: a cor da emoção (1910-1923)

Nesta fase mais expressionista, predomina o roxo e o azul profundo. Nela, o artista representou o drama dos refugiados, dos pobres e das prostitutas.

Sob o signo dos trópicos: a paleta nacional(1924-1935)

Nesta fase, as obras estão carregadas de vermelhos, ocres terrosos e verde.  Neste momento, Lasar Segall estava totalmente dedicado ao modernismo brasileiro.

Compaixão: a não cor (1930-1940)

Tons ocres, acinzentados e pretos temperados por verdes e rosas rebaixados narram o horrores e os sofrimentos da II Guerra Mundial.

Introspecção: a “cor Segall”(1940-1947)

As cores são sutis, em tons baixos de azuis, verdes e amarelos. Aqui o artista representa lugares míticos da Europa do norte.

Lasar Segall nasceu em 1889, na Lituânia e é de  família judaica. Diante de toda perseguição que o povo judeu sofria na época, o jovem artista emigrou para o Brasil em 1923.  A Alemanha nazista classificou sua obra como arte “degenerada”.

 Local: Sesc 24 de Maio Espaço Expositivo (5º andar)

 26/10 A 05/03                                                                                                                                                           TER, QUA, QUI, SEX, SÁB | 09H ÀS 21H 

 28/10 A 03/03                                                                                                                                                              DOM | 09H ÀS 18H