Moro defende a Lava Jato
Nesta segunda-feira, 31, Sergio Moro, ex-ministro da Justiça, colocou-se contra o fim da força-tarefa da Lava Jato, afirmando que a operação deve ser mantida.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Sergio-Moro-Foto-Isaac-Amorim-MJSP
Sergio Moro, ex-ministro da Justiça de Bolsonaro | Crédito: Isaac Amorim/MJSP

Nesta segunda-feira, 31, Sergio Moro, ex-ministro da Justiça, colocou-se contra o fim da força-tarefa da Lava Jato, afirmando que a operação deve ser mantida. Em sua conta no Twitter, Moro afirmou ser a favor de uma renovação da equipe do Ministério Público Federal por 1 ano; solicitação esta, já realizada pelos próprios procuradores ao procurador-geral da República nomeado por Jair Bolsonaro, Augusto Aras.

“Na minha opinião, não se justifica encerrar as Forças Tarefas do Ministério Público que atuam na Lava Jato e que obtiveram e continuam obtendo tantos resultados no combate à corrupção”, disse Moro.

Moro esteve à frente da operação no Judiciário por 4 anos (2014-2018), onde foi o juiz titular da 13ª Vara Federal de Curitiba, local onde os processos da operação eram enviados. Em seu grupo participava, já naquela ocasião, o atual chefe da força-tarefa, Deltan Dallagnol, procurador federal.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas