Regime ditatorial
O senador Ângelo Coronel (PSD-BA) aproveitou a pavimentação política e lançou mão de um projeto de lei (PL) que servirá como um verdadeiro rolo compressor contra a população.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
angelo
Senador Ângelo Coronel (PDS) | Reprodução

Enquanto a direita faz demagogia com a questão da vacina e boa parte da esquerda nacional entra na onda da vacinação obrigatória, o senador Ângelo Coronel (PSD-BA) aproveitou a pavimentação política e lançou mão de um projeto de lei (PL) que servirá como um verdadeiro rolo compressor contra os direitos democráticos do povo. Ao apresentar um projeto de lei que prevê prisão de até oito anos para quem não tomar vacinas, o senador deu mostras de como o regime tende ao despotismo despudorado.

Em seu texto, o direitista propõe ainda a punição para pais que não vacinarem seus filhos e também para quem divulgar notícias falsas sobre as vacinas do programa nacional de imunização. Segundo o PL, a punição acontecerá apenas quando não houver justa causa para a não-vacinação. De acordo com Ângelo Coronel, “é urgente que se tome medidas para contenção desse mal que pode prejudicar a vacinação e atrasar ainda mais a saída do país da crise sanitária provocada pela pandemia”, diz o senador em texto da lei.

“O PL aqui apresentado vem no contexto da pandemia da Covid-19, mas também é uma resposta necessária à sequência de quedas nas taxas de imunização das campanhas do Ministério da Saúde”, complementa.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas