Precarização completa
As vacinas contra gripe, utilizadas para reduzir as chances de enfraquecimento do sistema imunológico, faltam por todo país,
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Rio de Janeiro - Pessoas vacinam contra a gripe na Clínica da Família Sérgio Vieira de Mello, região central da cidade. Começa hoje em todo o país a 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, comumente conhecida como gripe.  (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Saúde pública está destruída. |

Da redação – A cada dia que passa maiores são as denúncias a respeito da total destruição que o sistema de saúde pública brasileiro está sofrendo.

Com a crise do vírus Corona, o número de pacientes aumentou exponencialmente e a necessidade da vacinação contra gripe, fortalecendo o sistema imunológico e assim dificultando a contaminação, tornou-se prioridade.

Porém, logo dois dias depois do início da campanha de vacinação, muitos postos por todo Brasil já registram a falta das vacinas.

O ministério da saúde, para se esquivar da sua total incompetência e falta de interesse em ajudar o povo, acusa os postos de estarem imunizando “além do público prioritário”.

Em cidades importantes como Curitiba o estoque já acabou e a campanha foi suspensa. São Paulo, Belo Horizonte e Recife também passar por problemas, assim como o Rio de Janeiro e Pernambuco, sendo que este último nem recebeu todas as doses previstas.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas