Burguesia assassina
As Olimpíadas revelam mais uma vez a face mortal dos capitalistas, pensando no lucro e não nas vidas da classe trabalhadora
toquio
Tóquio, que era em 2020 | Foto: Athit Perawongmetha/Reuters/Agência Brasil
toquio
Tóquio, que era em 2020 | Foto: Athit Perawongmetha/Reuters/Agência Brasil

Os casos de coronavírus aumentam em todo o Japão e em vários países da Europa e das Américas, após a reabertura do comércio por ordem dos imperialistas, grandes capitalistas e banqueiros. Sendo assim, as autoridades de Tóquio e do Comitê Olímpico Internacional tiveram que reconhecer que a realização de jogos não será possível. 

O COI deve ser forçado a cancelar as Olimpíadas pela primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial, e, ao invés de pensar na vida dos trabalhadores, a imprensa burguesa pensa no grande golpe financeiro para a organização olímpica e para o Japão, que gastou mais de U$ 12 bilhões construindo estádios e melhorando sua infraestrutura para se preparar para os Jogos, e outros bilhões para atrasar o evento por um ano. 

Afinal, está é a lógica dos capitalistas assassinos que lotaram fábricas no pico da pandemia em seus países: o lucro!

Em uma pesquisa realizada este mês, a emissora japonesa NHK descobriu que quase 80% dos entrevistados acreditavam que os Jogos deveriam ser adiados ou cancelados. Em outubro, menos da metade dos entrevistados disse isso. O número subiu para 71% em dezembro, mais uma vez, por conta do impacto da irresponsabilidade dos capitalistas frente ao povo.

Por fim, nesta sexta-feira, Taro Kono, ministro da Reforma Administrativa do Japão, rompeu com a linha oficial de seu governo, dizendo que os Jogos “poderiam ir para qualquer lado”, de acordo com um relatório da Reuters. Estas declarações foram acompanhadas por comentários semelhantes nesta semana do canadense Dick Pound, o membro do COI mais antigo, que disse à BBC que “não havia garantia” de que os Jogos iriam acontecer.

Os organizadores em Tóquio e no COI concordaram em março em adiar os Jogos por um ano.

Esta situação escancarou que nem o Japão confia na eficácia da vacina e por isso abriu-se um conflito sobre as Olimpíadas. É possível que já haja uma pressão internacional tanto a favor como contra a realização, sendo assim, a situação está longe de estar resolvida como dizem os meios de comunicação imperialistas.

E para além disso, as questões mais emergênciais no Japão, a situação de vida da classe trabalhadora, tanto quanto em todo o mundo, não são resolvidas. A paralisação de todas as atividades com financiamento capitalista do Estado para a seguridade social, testes em massa, vacinação segura em massa, e as mais básicas, a redução de carga horária, sem redução salarial, etc.

Os governos capitalistas se mostram mais uma vez inimigos mortais dos trabalhadores, pensando no lucro e não nas vidas.

Relacionadas
Send this to a friend