Siga o DCO nas redes sociais

Sem salários, trabalhadores do Barontini podem paralisar as atividades
Sem salários, trabalhadores do Barontini podem paralisar as atividades

Nesta quinta-feira, representantes do sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de carne, Derivados e do Frio no Estado de São Paulo estiveram no Frigorifico Barontini, localizado no bairro Cerâmica, em São Caetano do Sul, região do grande ABC (SP), para falar com os trabalhadores sobre as irregularidades cometidas pelos patrões.
No ano de 2017, os trabalhadores tiveram em vários meses o atraso do pagamento da cesta básica. No final do ano, em dezembro os patrões não só atrasaram o pagamento do valor da cesta básica como também, o décimo terceiro que deveria ter sido pago no dia 20 de dezembro, não foi pago até hoje.

Agora, resolveram não mais pagar o vale transporte dos trabalhadores e dividiram os trabalhadores em duas turmas que trabalham em dias alternados.
Apesar da situação caótica, na qual os trabalhadores estão com o aluguel atrasado, as contas de água, luz, etc., prestes a serem cortadas, os patrões não querem nem saber, fingem que está tudo normal, isso se dá porque está tendo produção e o dinheiro vai pra conta deles, mas os trabalhadores ficam na penúria, sem ter até mesmo o que comer.
Conforme os trabalhadores, a produção continua, mas só não sabem onde o dinheiro vai parar. “A nossa situação, em casa está de dar dó, temos que nos virar de um jeito ou de outro, parque não dá pra deixar nossos filhos passando fome, o que, se continuar da situação que está isso vai acabar acontecendo”, declarou um operário.
Na segunda-feira, o sindicato dos frios combinou de realizar uma reunião com os trabalhadores, em local próximo da fábrica.

Leia Também  Sindicato decide reocupar o Espaço de Servidor em Brasília

Não há alternativa a não ser a paralisação das atividades até que os patrões do Barontini paguem o que devem aos operários.

 



0 Shares
Share via
Copy link