Sem recuar! Petroleiros em greve unificada Já!

greve agora petroleiros

Com o acirramento entre o governo golpista decadente, os militares colocando as “asinhas” de fora, ou seja, intervindo em diversos bloqueios dos caminhoneiros, entrando em refinarias (como a da região de São José dos Campos), é necessário chamar uma greve geral por tempo indeterminado.

Antes mesmo da greve da Federação Única dos Petroleiros (FUP), que vai orientando seus sindicatos, já foi atacada e sofreu uma multa de dois milhões de reais: notar que a greve nem ao menos tinha começado. Existe um correlato na história.

No primeiro ano do governo de Fernando Henrique Cardoso, quando o ataque neoliberal tinha ido ao seu máximo (antes dessa época de golpe) as greves dos petroleiros (que precisavam impedir da Petrobras se tornar Petrobrax) foram radicalmente reprimidas e multadas. A Petrobrás se tornou uma empresa mista, seu capital foi aberto. Mesmo assim, as greves paralisaram o que era a intenção de FHC: privatizar tudo e entregar o petróleo nacional para o capital estrangeiro, mudando até o nome da empresa para que os gringos conseguissem pronunciar.

A greve forte dos petroleiros, que encaminhasse, desse o tom logo de início, é de extrema importância. Isso é fundamental.

Fundamental saber que uma greve “legal”, de forma a seguir o que as instituições colocam como greve legal, não é mais possível. Os ataques golpistas destruíram os direitos trabalhistas, o judiciário “cria” novas leis e jurisprudências contrariando a constituição a cada minuto, e a seu bel prazer, para que o golpe siga.

Os Petroleiros precisam saber que o povo está com eles! O interesse dos petroleiros é o interesse do povo. Contra o golpe, Petrobras 100% estatal, e, até as reivindicações mais corporativas como a diminuição do preço do gás, é de interesse total da população.

Os Petroleiros devem chamar a Greve de todos os seus sindicatos, unificar a luta, por tempo indeterminado e até derrotar o golpe, o governo decadente e pela anulação do impedimento da presidenta Dilma. É hora da ofensiva, pois os golpistas estão acuados: ninguém vai pegar a batata quente de Temer.

Greve Geral Já! Todo apoio aos caminhoneiros e petroleiros! CUT deve chamar Greve Geral imediatamente!