Repúdio aos bolsonaristas
O Pistoleiro e secretário de assuntos fundiários, Antônio Nabhan, realizou um “ato” dentro do assentamento Rosa do Prado com mais de 300 famílias com apenas 30 pessoas e soldados
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
nabhan ato escola prado (1)
Bolsonaristas não conseguem juntar nem 30 pessoas em ato pela "libertação" do assentamento | Imagem: youtube

O secretário de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, pistoleiro e latifundiário Antônio Nabhan Garcia, realizou um “ato” para mostrar o apoio das famílias assentadas do Assentamento Rosa do Prado, na Bahia.

O “ato” foi cômico, pois contou com grande efetivo da Força Nacional de Segurança e capachos dos bolsonaristas que estão na região, como o farsante Liva, que as famílias sabem que está tentando convencer as famílias a pagarem R$ 2.500,00 para uma empresa de georreferenciamento realizar “estudos” para que ganhem o título da terra. Mas já ficou escancarado que é mais um golpe contra as famílias do assentamento.

A ação mostrou que os bolsonaristas não possuem nenhum apoio dos assentados, e que estes não querem a Força Nacional dentro dos assentamentos. O vídeo divulgado pelo próprio pistoleiro Antônio Nabhan revela a farsa toda, pois contou somente com 30 pessoas. Isso num assentamento com 300 famílias, aproximadamente 2 mil pessoas. Ou seja, ninguém do assentamento compareceu ao “ato” de libertação do assentamento Rosa do Prado das garras do MST, como foi divulgado pelo cômico Nabhan.

Os bolsonaristas não possuem apoio e fica evidente que as famílias assentadas repudiam não somente os cães amestrados dos latifundiários, como Liva e Jorginho do Guarani, mas toda corja do governo Bolsonaro.

É preciso se aproveitar desse enorme repúdio e organizar os trabalhadores da cidade e do campo, indígenas e quilombolas para realizar manifestações, trancamento de rodovias, impedir o acesso dos bolsonaristas aos assentamentos e expulsar a Força Nacional de Segurança dos assentamentos.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas