Sem muitos esforços, Brasil derrota a Sérvia e avança às oitavas de final

brasil_servia

A seleção brasileira de futebol classificou-se em primeiro lugar no Grupo E, derrotando os sérvios pelo placar de 2 x 0 e enfrenta, na próxima fase, um freguês de caderninho bem conhecido, a seleção mexicana, que ficou em segundo lugar em seu grupo, perdendo o primeiro lugar para a Suécia. O Brasil sequer precisou mostrar todo o seu futebol diante da seleção da Sérvia, tamanha a fragilidade do adversário, que repete, em quase todo os seus fundamentos, a mesma mediocridade das outras seleções europeias na competição. Salta aos olhos a mais completa ausência de técnica e criatividade dessas seleções do velho continente, que praticam um futebol pobre, burocrático e sem qualquer atrativo para o torcedor. Uma lástima que está presente em quase todas as seleções da Europa.

A seleção brasileira passeou em campo, dominando toda a partida e nas poucas vezes que foi “ameaçada” – pois a Sérvia precisava vencer para almejar a classificação – isso ocorreu por pouco mais de cinco minutos, em lances esporádicos, sem perigo real à meta brasileira. O time nacional esteve bem postado, trocando passes e construindo jogadas em direção ao gol adversário de forma consistente e altiva. No primeiro gol, uma típica jogada nossa, onde numa insinuante infiltração, Paulinho foi lançado por Phillipe Coutinho e tocou por cima, com grande categoria, tirando a bola do alcance do goleiro sérvio. Placar aberto e controle total da partida. O gol saiu aos 36 minutos do primeiro e com a vitória parcial, o Brasil foi para o vestiário com a convicção de que a partida estava na mão.

Na segunda etapa o panorama não se alterou. A Sérvia somente começou a arriscar subidas ao ataque depois dos 30 minutos, quando a seleção brasileira já havia ampliado o placar, através de Thiago Silva, numa bonita cabeçada – indefensável – depois de um escanteio pelo lado esquerdo. Com a vitória, o Brasil se classificou em primeiro lugar do seu grupo, deixando a Suíça em segundo, depois de empatar com a já eliminada Costa Rica, pelo placar de 2 x 2. O time nacional vem evoluindo, vem crescendo na competição, depois de um pequeno tropeço na estreia, onde a arbitragem – de forma clara – interferiu no resultado.

Que venha o México. A superioidade do futebol brasileiro é incontestável e isso será mais uma vez demonstrado em campo. O confronto contra os mexicanos está marcado para a próxima segunda-feira, dia 02 de julho, às 11hs. Arriba Brasil! Rumo ao Hexa!