Sem médicos cubanos, municípios do nordeste podem ficar sem 80% do efetivo médico

cubanos-mais-medicos100434

Da redação – Com o encerramento do programa Mais Médicos, que trazia médicos cubanos para o Brasil atender nas regiões mais carentes, diversas cidades do interior nordestino podem perder mais de 80% de seu efetivo médico.

Segundo dados da Folha de São Paulo, mais de 310 municípios da Bahia perderão os 846 médicos cubanos que atuam pelo Estado. “A saída deles fará com que a cobertura de atenção básica no estado caia de 63% para 43%”.

Um secretário da saúde na Bahia afirmou que “voltaremos à época em que mais de 3 milhões baianos ficarão sem atenção médica”.

Esse é o resultado da política dos golpistas brasileiros. Querem deixar a população sem emprego, sem educação e sem saúde. Fora Bolsonaro e todos os Golpistas!