Neymar campeão mais uma vez
O melhor jogador de futebol coleciona títulos pelo seu time e por onde passa em sua vitoriosa carreira mas a imprensa o critica por ridicularizar um racista.
36341313316_7da9e51bbd_o
A categoria do melhor jogador de futebol da atualidade só a imprensa e a Fifa que não vê | Antonie Dellenbach site Flick
36341313316_7da9e51bbd_o
A categoria do melhor jogador de futebol da atualidade só a imprensa e a Fifa que não vê | Antonie Dellenbach site Flick

Nesta quarta, o maior jogador brasileiro em atividade, Neymar Jr, liderou o seu time em mais um título.  Desta vez foi a Supercopa da França com a vitória do Paris Saint German sobre o Olympique de Marselha. Este foi o seu 31° título em sua vitoriosa carreira e o seu nono titulo pelo time francês.

Neymar entrou em campo aos 20 minutos da segunda etapa de jogo em um momento que o Olympique de Marselha já tinha criado três chances de gols, ameaçando a vitória do time parisiense que liderava a partida por um a zero com gol do atacante argentino Icardi, marcado aos 39 minutos da etapa anterior.  Logo, Neymar criou uma chance batendo falta e aos 40 minutos da etapa final, ele bateu o pênalti sofrido pelo atacante argentino, deslocando o goleiro Mandanda. Com dois a zero no placar o titulo estava assegurado mesmo com Payet descontando para o Olympique quatro minutos depois.

Contudo, ao invés de enaltecer a sua liderança no time e sua volta aos gramados depois de um mês de ausência devido a uma lesão no tornozelo por uma falta sofrida em um jogo contra o Lyon, a imprensa golpista nacional, principalmente as organizações da família Marinho, continua na sua tentativa de rebaixar a qualidade do seu futebol ao preferir criticar a zoada que Neymar deu no jogador fascista Alvaro Gonzalez do Olimpique de Marselha que o ofendeu de modo racista, xingando de “mono” (macaco em espanhol) em um jogo entre os dois times em setembro. Vale ressaltar que este jogador tem se mostrado nas suas redes sociais um apoiador do partido espanhol da extrema direita Vox. Neymar esta dando o desconto visto que a federação francesa de futebol não reconheceu que a ofensa aconteceu de acordo com as suas supostas investigações. A postura da imprensa mostra também o quanto é falsa a sua pretensa campanha contra o racismo.

Em geral, pouco se viu na imprensa nacional o destaque do 31º título de Neymar. Alguns poderiam objetar que se trata de um campeonato de menor expressão. Esse, no entanto, é apenas um aspecto secundário do problema. A ausência de qualquer destaque apenas confirma que a imprensa golpista nacional está completamente orientada a diminuir qualquer façanha do jogador. Basta comparar o comportamento com o dispensado a Messi e Cristiano Ronaldo, sempre destaques nas capas da imprensa colonizada brasileira, não importa o que tenham feito.

Não é só a imprensa nacional burguesa que busca minimizar o futebol apresentado por Neymar, a própria FIFA nem o colocou entre os três melhores do mundo ainda que tenha liderado o Paris Saint German para a final da liga dos campeões da Europa em Lisboa em novembro passado e venceu tudo pelo seu time na França. A FIFA preferiu os habituais Messi e Cristiano Ronaldo, ainda que os desempenhos deles fossem bem abaixo do que em outros anos e o goleador “cintura dura” Lewandovski.

Outro ataque realizado, este com a participação da esquerda pequeno burguesa foi o mau exemplo que ele daria ao realizar uma suposta festa de fim de ano em Mangaratiba. Assim ele estaria estimulando as pessoas a também fazerem festa de fim de ano e as mais de 200 mil mortes pela Covid seria por causa do mau comportamento do povo estimulado por exemplos negativos do melhor jogador da atualidade e não do descaso dos governantes que não testa a população, não criam leitos, não aumentam a oferta dos transportes públicos, não aumenta a oferta de saneamento básico para população entre outras medidas efetivas para o combate a pandemia.

Não podemos deixar que estes asseclas do imperialismo confundam a população e igualmente diminuam de modo artificial a importância dos jogadores brasileiros como Neymar no esporte mais popular do mundo numa busca de garantir a submissão da classe operária brasileira através do ataque ao seu motivo de orgulho e admiração

Relacionadas
Send this to a friend