Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

O prefeito direitista de São Paulo (SP), o tucano João Doria (PSDB) nunca escondeu suas grandes e megalomaníacas ambições: se pudesse, alçaria voo da prefeitura de São Paulo à presidência da república. No entanto, diante de sua crescente impopularidade está cada vez mais notável que, mesmo nas eleições controladas pelos golpistas, a sua candidatura à presidência está totalmente inviável.

No entanto, a situação para Doria é mais complexa do que isso. Sua impopularidade não se resume a esquerda ou mesmo aos setores mais pobres da população: o mimado prefeito da terra da garoa é impopular com gosto! O tucano não consegue apoio nem entre seus pares da mesma espécie: os tucanos.

Diante de tamanha impopularidade – palavra suave, visto que a população não apenas o considera impopular, mas tem asco profundo do prefeito almofadinha -, após se aproximar do PSD, o prefeito mais odiado da história de São Paulo busca apoio em um partido ainda mais direitista, na esperança de conseguir se candidatar a governador: o DEM. A intenção é pressionar os tucanos através do antigo partido do regime militar.

Doria já se reuniu com Rodrigo Maia (DEM – RJ), com o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM/BA) e deve almoçar no sábado com o secretário estadual de Habitação, Rodrigo Garcia, pré-candidato do DEM ao governo, e com dirigentes paulistas da sigla. A ideia é oferecer a Garcia a vaga ao Senado.

Aparentemente , tudo indica que o plano do prefeito playboy está se delineando da seguinte forma: o presidente licenciado do PSD, ministro Gilberto Kassab, seria o vice de Doria na chapa e o chanceler Aloysio Nunes (PSDB), o segundo candidato ao Senado. Esse plano está, claramente, incomodando os aliados de Alckmin.

Tal articulação demonstra, além da crise interna em que se encontra o PSDB desde o golpe, que Doria se superou e conseguiu algo extraordinário: ser o tucano que nem os tucanos suportam.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas