Seguranças fascistas do metrô do PSDB agridem imigrantes africanos

agressão3

Os seguranças do Metrô da estação República espancaram três migrantes negros no final da noite de sexta-feira (28/09). A motivação para o espancamento foi, evidentemente, a cor da pele das vítimas. Os seguranças do Metrô, que já foram denunciados inúmeras vezes por agredir e torturar passageiros negros, formam uma verdadeira pré-milícia fascista sustentada pelo Estado de São Paulo, cujo objetivo, em conjunto com a PM, é perseguir a população negra e pobre do país.

Os seguranças partiram bestialmente para cima dos irmãos Nigerianos, que trabalham como estoquista, Shakiro Akanbi, Ulanbin Akanbi, após uma pequena discussão junto a catraca. Foram espancados tendo sofridos ferimentos na cabeça devido aos cassetetes.

A cabeleireira camaronesa, Judith Cairmos,  que passava na hora do espancamento feito a olhos vistos, também foi espancada por se solidarizar, levando uma forte pancada na cabeça, o, inclusive, que foi filmado. As três vítimas foram a delegacias e fizeram boletim de ocorrência. A direção do Metrô informou que a conduta dos fascista da segurança foi correta.

A selvageria promovida de Seguranças fascistas; racistas foi filmada e acompanhada por passageiros que, bestificados com a barbárie fascista,  solidarizaram-se com as vítimas do Seguranças. Fora denunciado que pelo menos um dos agressores e notório bolsonarista nas redes sociais.

Evidentemente, que a Polícia é ainda mais racista e fascista que os seguranças, que são uma PM em miniatura. É  necessário que o negros se organizem, forme comitês de autodefesa contra golpe de Estado e o fascismo que é filho dele. É só pela força que o negros poderá a defender dos maléficos planos que a direita tem para ele.

Assista aqui o vídeo da agressão fascista: