Imprevisível
Diretor-geral da instituição não vê grandes esperanças na produção de vacinas no momento
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
tedros
Tedros Adhanom, diretor-geral do OMS | Foto: REUTERS/Denis Balibouse

Nesta segunda-feira (3), o diretor geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, deu declarações bastante desanimadores em relação à possibilidade de uma vacina para a COVID-19:

“Não existe bala de prata no momento e talvez nunca exista. Há imunizações na última fase de testes, mas existe a possibilidade de que nenhuma dessas ofereça proteção da forma esperada”.

Não é possível definir exatamente quais são os interesses do imperialismo por trás dessa declaração. No entanto, fica claro a total falta de controle da pandemia por parte da burguesia. Ninguém sabe o que acontecerá no próximo período, nem se haverá uma segunda onda mundial da pandemia. A incerteza apenas aprofunda a crise do regime imperialista.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas