Seguindo os passos de Doria: Bruno Covas quer vender tudo

age20180206094

Entra tucano, sai tucano, e o desastre continua. Após um dos piores prefeitos da historia de São Paulo, João Doria, ter abdicado do cargo para concorrer ao governo do estado nas eleições, a prefeitura ficou nas mão de um tucano com “pedigree”: Bruno Covas, neto do ex-governador Mario Covas.

Muitos acharam que com a saída de Doria as suas loucuras políticas iriam parar, mas isso está se mostrando uma completa ilusão, já que a política oficial do PSDB é exatamente esta de sucatear todos os serviços públicos possíveis e tratar o pobre como lixo.

Covas, seguindo essa tradição, está se reunindo com investidores norte-americanos para dar continuidade ao plano de privatização da cidade de São Paulo, que pretende se livrar de toda e qualquer estrutura pública sob responsabilidade do governo, como parques, estádios, e até mesmo o sambódromo do Anhembi.

É óbvio que todos esses bens da cidade serão liquidados a preço de banana e, após aplicado esse programa devastador, a cidade terá uma infraestrutura ainda pior, espaços ainda mais segregados e os tucanos e empresários estarão com o bolso cheio.

Para “coroar” o evento golpista com “investidores”, Covas ainda irá realizar um jantar para homenagear ninguém menos que Sergio Moro, o Mussolini de Maringá, e o ex-prefeito de Nova York, Michael Bloomberg.