Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Um fato ocorrido nesta semana é mais um dos vários sinais que apontam: o governo Temer está a cada dia mais refém dos militares. Nesta terça feria (27/02), o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, decidiu trocar o comando da Polícia Federal e demitir o atual diretor-geral da corporação, Fernando Segovia, substituindo-o pelo atual secretário nacional de Segurança Pública, Rogério Galloro.

Fica claro que esta troca foi a mando dos militares pelo fato de que Rogério Galloro é um homem de confiança do ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) o general Sérgio Etchegoyen.  Jungmann que é um capacho dos militares colocou no lugar exatamente o nome indicado por Etchegoyen, que, como todos sabem, é um militar de tradição golpista familiar.

A notícia deixa claro que Michel Temer é cada dia mais refém dos militares e deve nos alertar: há um risco imediato de golpe militar com este avanço deles dentro do próprio governo golpista.

A única saída para esta situação é a mobilização popular. É necessário fazer a denúncia da ameaça do golpe militar, da intervenção militar no Rio de Janeiro e mobilizar os trabalhadores para impedir a prisão de Lula.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas