Partido Democrata
Seja com Trump ou com Biden, os negros norte-americanos vão continuar a sentir duramente o que é ser negro diante da política genocida dos imperialistas
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Democratic U.S. presidential candidate and former U.S. Vice President Joe Biden speaks as Vivica A. Fox sits on stage during a campaign event at Coastal Carolina University in Conway, South Carolina, U.S., February 27, 2020.  REUTERS/Elizabeth Frantz
Joe Biden em coletiva. Foto: Elizabeth Frantz. |
Ao abrir o sitio virtual do Partido Democrata norte americano na internet, logo em sua pagina inicial nos deparamos com diversas fotografias que retratam basicamente negros, mulheres, latinos e até muçulmanos, deixando bastante evidente: os democratas estão apostando na demagogia para retomar a presidência nas eleições deste ano. Já contando como certo o apoio desses setores da sociedade dos Estados Unidos, o então candidato à presidência pelo partido se sentiu a vontade para declarar em uma recente entrevista que aqueles (negros) que tiverem dificuldades em decidir se votam nele ou em Donald Trump, não são negros.

A tática usada pelos democratas para conseguir os votos dos negros pode ser notada desde Obama, quando Biden era seu vice e em cujos mandatos nada foi feito concretamente para a população negra do país, muito pelo contrário serviram para intensificar o programa imperialista defendido pela burguesia e que é responsável pelo verdadeiro massacre que os negros norte americanos sofrem. Embora os democratas e os republicanos defendam a manutenção do imperialismo norte americano que atinge o mundo todo e gera destruição em países subdesenvolvidos, os democratas fazem isso ao mesmo tempo em que tenta manter a fachada da democracia burguesa, e uma das formas de fazer isso é justamente pela demagogia.

Há alguns meses, Biden afirmou que sua escolha para vice seria uma mulher, e alguns apostam ainda que deva ser uma mulher negra, para atrair os votos das mulheres e dos negros com o argumento da representatividade. E não passa disso, o mais perto que a burguesia norte americana pode chegar pelos negros é garantir alguns cargos para alguns negros muito bem escolhidos e que estejam de acordo com as políticas adotadas pelos seus governos.

No entanto, embora tenha apostado fortemente na demagogia com os negros, os democratas sabem da fragilidade desta estratégia, isto porque não apresenta nenhuma alternativa real para atender as demandas do povo negro, que sofre cotidianamente vítima das mazelas da crise capitalista, sendo alvo do desemprego, da fome, da violência policial, da pobreza, etc; e que além de tudo e como consequência disso, são os que mais morrem nos EUA vítimas do coronavírus em meio à pandemia.

A demagogia se mostra tão frágil que o candidato democrata viu a necessidade de passar da demagogia para a chantagem com os negros, para que se sintam culpados por tudo o que sofrem no governo republicano. Deixando Biden, por sua vez, de lembrar que os negros também sofriam dos mesmos problemas durante os governos democratas e que continuarão sofrendo caso ele seja eleito; simplesmente porque isso não depende de ter democratas ou republicanos no governo, mas sim da manutenção  do imperialismo, que leva enormes lucros aos capitalistas que usufruem desses ganhos às custas da exploração dos trabalhadores e oprimidos de países pobres e dos próprios EUA, e que é defendido bela burguesia norte americana de conjunto, seja no interior do partido democrata ou no interior do partido republicano.

Para a população negra e explorada dos EUA votar em Biden ou em Trump não muda em nada sua condição de explorado, ao contrário do que Biden tenta afirmar quando diz que um negro não é negro se vota em Trump. Tanto no governo de um como no do outro, ambos controlados pela burguesia, o povo negro vai continuar a sentir duramente o que é ser negro diante da política genocida  imperialista. A única saída para os negros é lutar diretamente contra seu maior inimigo que é a burguesia.
Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas