“Se ferrou! Vai cair!”: torcida “ovaciona” Moro no Mané Garrincha

jogo - flamengo

A imprensa burguesa, a mídia golpista, ainda continua tentando blindar Bolsonaro.

Apesar do escândalo, conhecido por todos, mas só agora revelado por meio de documentos entregues ao site Intercept, jornais têm sido brandos e evitam expor o, agora, ministro Sérgio Moro e que os maus feitos do ministro respinguem no governo Bolsonaro.

Na quarta (dia 12), em Brasília, durante o jogo entre Flamengo e CSA, um grupo encabeçado por Jair Bolsonaro e que incluía Sérgio Moro, foi hostilizado, em particular o ex-juiz de Curitiba.

No entanto, o que tem feito a imprensa golpista? o mesmo que fizeram ontem, e sempre, ‘ignoraram’ as manifestações contra o governo e contra Sérgio Moro. Havia, faixas sobre a greve do dia 14 de junho, de grupos anti-fascistas, mas nada disso foi destacado, claro.

Alguns jornais chegaram a dizer que Sérgio Moro teria sido ‘ovacionado’, mas esconderam cenas de hostilização ao ex-magistrado. Um grupo gritou para Moro: ‘vai cair!’, ‘se ferrou!’, ‘sua casa tá caindo, hein Moro’.

Escondem, assim, o fato de o governo e seus membros terem perdido o pouco de respeito que talvez tivessem, ou o fato de que a população já não tem mais nenhum medo de dizer o que pensam dos golpistas que tomaram o poder.

Apesar de a Globo estar praticamente sozinha na defesa de Sérgio Moro e Lava Jato, pois isso implica defender a si mesma, que foi peça fundamental na coordenação do golpe de 2016, no qual a Lava-Jato teve um papel importante, não podemos nos enganar sobre o conjunto da imprensa burguesa. Somente vão entrar pra valer no jogo, contra os membros da Lava Jato, se seus interesses estiverem ainda mais ameaçados e precisarem ser preservados, se o custo disso lhe for conveniente.

Por enquanto, com a “reforma” da Previdência em pauta e o governo promovendo retrocessos em todas as áreas consideradas sensíveis para os capitalistas, continuarão com a blindagem. Mas a pressão das ruas também vai continuar e a pouca sustentação do governo não vai dar conta de conter e esconder o fim do governo.