SBT, Folha de S. Paulo e UOL excluem Lula das eleições e PT entra com representação na justiça

tse

O Partido dos Trabalhadores (PT) entrou com um pedido de liminar junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) denunciando a quebra de isonomia da imprensa golpista ao terem excluído Lula e o PT das sabatinas eleitorais. A representação, assinada pela presidenta do Partido dos Trabalhadores Gleisi Hoffmann, acusa a Folha de São Paulo, o Portal UOL e a emissora de TV SBT de realizarem campanha eleitoral antecipada, o que é ilegal.

Segundo a própria Folha de São Paulo os seis primeiros colocados nas pesquisas seriam convidados a participar da sabatina, mas substituiu o candidato do PT, o ex presidente Lula, que é o primeiro colocado nas pesquisas, pelo sétimo colocado, o senador Álvaro Dias do Podemos. O PT chegou a entrar em contato com os diretores desses veículos de comunicação através de cartas que foram ignoradas. A liminar pede o cancelamento das sabatinas e o pagamento de multa de até 25 mil reais por esses três veículos devido à realização de campanha antecipada.

A exclusão de Lula do ciclo de entrevistas realizado pela imprensa golpista tem dois significados importantes. O primeiro é que isso mostra a disposição da imprensa golpista patrocinada pela burguesia de aplicar todo tipo de golpe baixo para evitar que Lula seja candidato e que venha a vencer o pleito, mesmo que isso exija a exclusão total do candidato petista das pesquisas e demais mecanismos que possam dar a seu nome alguma visibilidade. O segundo significado, também muito importante, é que a burguesia já considera Lula fora da disputa eleitoral, o que deixa claro sua disposição de levar a prisão do líder petista até o final fazendo o possível para deixá-lo mofando na cadeia pelo máximo de tempo possível.