Dissolver a PM
A PM, organização criminosa do Estado brasileiro, assassinou mais quatro jovens nas periferias de São Paulo e foi flagrada desovando um dos corpos em um canal do próprio local.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
whatsapp-image-2019-11-09-at-10.42.01 (1)
PM desova corpos em canal a céu aberto. |

A Polícia Militar, mais uma vez, volta a ser notícia em um novo caso de carnificina e brutalidade com a população das comunidades pobres – dessa vez no estado de São Paulo. O caso aconteceu na comunidade de Dique do Caxeta, no bairro de Jóquei Clube, na cidade de São Vicente, onde um grupo de policiais assassinou 4 jovens e depois foram flagrados jogando o corpo de um deles em um canal da comunidade.

A brutalidade gravada em vídeo pelos moradores demonstra a ação dos órgãos de repressão do estado por todo país. Não é um caso isolado apenas das periferias de São Vicente, ou um mero acaso do confronto contra o “crime”, mas sim uma política geral de massacre da população pobre a mando do governo golpista que dá carta branca a estas ações, principalmente sob a orientação do fascista Jair Bolsonaro.

Denunciados pela comunidade, a Polícia Militar diz que fora “atacada” pelos jovens, uma desculpa típica que aparece toda vez em que a PM assassina alguém. Sabemos bem como isso funciona, e torna-se ainda mais ridículo estas declarações quando vemos situações como esta, em que, lembrando tempos de ditadura, os policiais colocam no canal a céu aberto corpos de moradores. Tal ato é uma forma criminosa e fascista de impor o terror na comunidade, que verá passando no canal frente a suas casas o corpo de um jovem morador, filho do local e assassinado pelo Estado.

A PM é um grupo criminoso, assassino e brutal que persegue a população brasileira. Além disso, São Paulo, assim como o Rio de Janeiro, é um estado governado por um fascista conhecido por sua enorme repressão contra o povo pobre e que pisa diariamente em cima da cabeça do trabalhador.

O corpo desovado pelos policiais é um caso sério que explicita o que atualmente os aparatos de repressão não buscam nem mesmo disfarçar mais. Assassinam e torturam na frente de todos, se sentem confortáveis com a situação.

Devido a isto, a população nessas comunidades está a ponto de explodir em uma grande revolta. No entanto, a esquerda brasileira precisa assumir a frente desta situação, denunciar o regime golpista e mobilizar esse povo massacrado para a luta pela derrubada do governo golpista.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas