Santander prepara demissão em massa e exclui usuários das agências

protesto-contra-demissoes-santander-5-seeb-chapeco-sc

Os banqueiros golpistas do banco espanhol, Santander, estão adotando medidas nas agências através da triagem dos usuários, ainda fora das agências, que tem como um dos objetivos de reduzir o quadro de funcionários e transformar os bancários em faz tudo nos locais de trabalho.

O método dos golpistas e colocar um funcionário na porta da agência para barrar o cidadão que quer pagar uma conta de luz, energia, boleto bancários, etc. e com isso reduzir o fluxo de pessoas nas agências, fazem isso à revelia da resolução do Banco Central que proíbe tal arbitrariedade, mas com a posse do golpista e eleito fraudulentamente com apoio total dos, também golpistas banqueiros, para a presidência da República, eles podem tudo. Tal medida é para ajustar os planos dos banqueiros estrangeiros que anunciaram para o próximo mês de março a reestruturação que irão realizar com a unificação de funções na rede de agências. A reestruturação, maquiavélica, acabará coma as funções de caixa, agente comercial, coordenador de agência, gerente Pessoa Física e transformar todos em gerentes de negócios e serviços, ou seja, funcionários bombril, com 1001 utilidades. Com a medida abre-se a possibilidade de demissão em massa na categoria.

Os trabalhadores bancários e a população não devem aceitar mais esse desrespeito. Os banqueiros e seus governos partiram para cima para eliminar todos os direitos da categoria e dos cidadãos conquistados através de muitas lutas ao longo dos anos. Os bancários devem organizar, imediatamente, junto com outros setores, em uma grande mobilização para barrar o golpe e todas as suas medidas de ataques à classe trabalhadora, pelo Fora Bolsonaro e todos os golpistas.