Menu da Rede

Não perca Rui Costa Pimenta ao vivo na COTV neste domingo

Ofensiva reacionária

Santander intensifica ataques aos trabalhadores

Recentemente o banco determinou o corte de 55% do salário de mais de 40 dirigentes sindicais bancários, cipeiros e trabalhadores em estabilidade provisória

Santander – Foto Reprodução

O Banco Santander, sistematicamente, vem aumentando os ataques às organizações de luta dos trabalhadores e seus representantes.

Recentemente o banco determinou o corte de “55% do salário de mais de 40 dirigentes sindicais bancários, cipeiros e trabalhadores em estabilidade provisória, que ingressaram com ações judiciais de sétima e oitava hora” (site Contraf/Cut 14/05/2021), não pagas pelos banqueiros imperialistas espanhol.

Como forma de tentar intimidar a luta dos trabalhadores, determina, passando por cima, inclusive, de sentenças judiciais, retaliar esses trabalhadores.

A luta dos diversos sindicatos, em nível nacional, com ações na justiça pelo pagamento da sétima e oitava hora, realizada pelos bancários e não paga pelos banqueiros, já vem se dando a um bom tempo; ações essas que vêm dando ganho de causa aos bancários e ocasionando a indenização de uma parcela expressiva de trabalhadores. Os banqueiros, para não pagar esse imenso passível trabalhista que lhes cabem, estão tentando, de todas as formas, impedir o não pagamento desses valores devidos aos trabalhadores e, para isso precisam aumentar a pressão para aqueles que estão na linha de frente da luta dos trabalhadores.

Não é a primeira vez e, não será a última, que os banqueiros golpistas do banco Santander investem contra os representantes sindicais dos trabalhadores.

A direção do banco imperialista vem sistematicamente impedindo o acesso de dirigentes sindicais nas dependências do banco, para que os mesmos possam distribuir materiais e conversar com os trabalhadores, dessa forma tentam calar os trabalhadores, com o objetivo de implantar uma ditadura nas dependências bancárias.

A cada dia fica mais evidente que, através das medidas de retaliações dos banqueiros, tanto para os próprios funcionários, que reivindicam os seus direitos, quanto aos seus representantes sindicais, evidencia a preocupação dos banqueiros com a situação explosiva pela a qual a categoria bancária se encontra. Demissão em massa, arrocho salarial, assédio moral, terceirização, etc., é hoje a situação dos bancários do Santander, isso vem gerando uma revolta generalizada na categoria e, em contrapartida, os banqueiros aumentam as medidas de represálias, com o intuito de conter essa revolta incontida na categoria.

Cabe aos trabalhadores bancários, e suas direções sindicais, organizar uma gigantesca mobilização para barrar essa ofensiva reacionária dos patrões aos trabalhadores e as suas instituições de luta. Com o golpe de Estado de 2016 a direita reacionária partiu para cima, numa ofensiva reacionária contra as organizações dos trabalhadores e aos direitos da categoria, medidas essas que precisão ser combatidas através dos métodos tradicionais de luta da classe trabalhadora: greves, ocupações, da organização de comitês de luta; e organizar toda a categoria bancária, conjuntamente com os demais trabalhadores, que estão sendo atingidos duramente pela política neoliberal dos patrões e seus governos.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.