Política imperialista genocida
EUA aplica sanções unilaterais à Síria e quer bloquear ajuda externa para a reconstrução do país.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
D. Trump, presidente EUA
Governo Trump impõe medida ilegal e de caráter ditatorial ao povo Sírio | Foto por: Kevin Lamarque/Reuters

A entrada em vigor da Lei César (Caesar Act) na última quarta (17), vem causando uma série de protestos na Síria e manifestações de repulsa de países da região, como Irã, Rússia, China e colocando em dificuldade a ajuda econômica e até humanitária dos vizinhos Líbano e Jordânia, por exemplo.

A lei do governo Trump, que faz parte, na verdade, da Lei de Autorização de Defesa Nacional de 2020 dos EUA, impõe sanções econômicas à Síria ao penalizar qualquer empresa ou indivíduos que atuem com o governo Sírio, praticamente impedindo que ajuda humanitária, investimentos na reconstrução do país, por exemplo sejam realizados, vez que boa parte das empresas sírias foram destruídas ou migraram para a Turquia ou regiões não afetadas pelo conflito.

Autoridades do governo Chinês denunciaram que as medidas poderão provocar uma catástrofe humanitária no país. Os governos iraniano e russo afirmaram que não irão se deter em ajudar a reconstrução do país pelas medidas ilegais norte-americanas. O governo Sírio tachou a lei de genocida.

Países vizinhos como o Líbano e Jordânia que possuem grandes relações comerciais com a Síria, mas também como as potências imperialistas, estão buscando medidas para não desassistir a população Síria e não serem sancionados também.

Nos últimos dias mesmo antes da entrada em vigor da lei, a moeda Síria, a Libra, está tendo uma grande desvalorização, em vista das dificuldades de comércio externo, trazendo mais dificuldades à economia do país.

Protesto em Homs nesta quinta (18):

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas