Salvador: seguindo os professores, servidores municipais também entram em greve por aumento salarial contra ACM Neto

vbvc

Mais uma categoria entre em greve em Salvador, sendo a primeira: a categoria de professores da rede municipal de ensino do estado, e que já se encaminham para o 30º dia de greve contra a política de ataques do golpista ACM Neto, que já demosntrou qual sua posição em relação aos trabalhadores ao colocar a GCM (Guarda Civil Municipal) para repreender os educadores que manifestavam em frente a Secretaria Municipal de Educação (Smed) de maneira truculenta. Seguindo o exemplo dos professores, os servidores municipais também declararam greve na última segunda-feira (6).

Com a deflagração de greve, os servidores estão em campanha salarial e revindicam o aumento de 6,8% e também um plano de carreiro, afirmou o Sinseps (Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Salvador). A greve dos trabalhadores é uma clara resposta aos ataques que vêm sendo proferidos pelo governo de ACM Neto contra os servidores municipais e toda classe trabalhadora de conjunto que há muito já denunciam as investidas do prefeito golpista.

Dentre os setores que estão paralisados e que englobam desde salva-vidas até servidores da saúde, a imprensa golpista tenta desastabilizar a mobilização dos trabalhadores em greve, principalmente do setor da saúde, ao afirmarem que por conta da paralização dos trabalhadores houve problemas na aplicação de vacinas do estado. Quer dizer, segundo a imprensa burguesa não é o golpe de estado que vem massacrando os direitos da população e consequentemente dos trabalhadores e por isso o caos nos serviços prestados.

Portanto, é preciso declarar todo apoio a greve dos professores e servidores municipais de Salvadore, que se coloca contra os perfidos ataque do governo ACM Neto e toda sua corja, logo demosntrando que a única maneira real de derrota das medidas impopulares impetradas pelos golpistas, se dá pela organização dos trabalhadores de todas as categorias na luta  efetiva contra o golpe.