Saiba como foi o Arraial Lula Livre em Blumenau

arraia blumenau (1)

Da redação – Neste ultimo sábado (6) foi realizado o Arraial Lula Livre em Blumenau, na associação de moradores do bairro Ribeirão Fresco, contando com a participação de moradoras do Movimento dos Atingidos pelo Desastre (ocupação que iniciou após o desastre de 2008 onde dezenas de pessoas morreram e milhares ficaram desabrigadas com os deslizamentos de terra que ocorreram na cidade), do Morro da Garuva (ambos setores operários do bairro) e de militantes do PCO.

A festança se iniciou às 18h e desde o inicio da atividade contou com grande participação de trabalhadores convidados pelo PCO, bem como militantes do PT e do comitê de luta contra o golpe. Essas atividades são importantes pois estão aglomerando muitos simpatizantes da luta pela liberdade do ex-presidente Lula e fora Bolsonaro.

Já nas atividades de agitação e propagando que convocaram este grande festa, podíamos sentir o grande apoio da comunidade com a festividade. Os militantes que fizeram as panfletagem, colaram cartazes e venderam convites, também na hora da entrada, convidaram os populares e suas famílias para participarem.

Para realizar a festa foram produzidos 50 convites ao preço de R$ 10, o que daria direito a 1(um) quentão e 1(uma) pipoca, e antes mesmo do inicio da atividade todos já tinham se esgotado.  Vale destacar que foram feitas atividades de vendas também entre os sindicatos, no qual houve um grande apoio, com 5 sindicatos da região comprando convites para doar aos moradores que não tivessem condições, ou para que os próprios diretores pudessem participar.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na festa, havia para as crianças as tradicionais cama-elástica, corrida do saco, estouro de um grande balão com guloseimas e o rabo no burro com a cara do golpista Bolsonaro, fazendo a alegria da criançada. Enquanto isso, os adultos se esquentavam tomando quentão, comento cachorro-quente, os doces típicos da festa e tudo isso regado a um bom debate politico em torno aos problemas que os trabalhadores tem que enfrentar.

A atividade foi um verdadeiro sucesso e a comunidade pediu que se realizassem mais festas como essa para que os moradores pudessem se unir e fortalecer seus laços, para enfrentar os ataques que sofrem diariamente seja por parte do governo federal, estadual e municipal – todos controlados pela direita -, seja em seu local de trabalho, moradia ou estudo.