E o Brasil?
Até então, país contava com 55 mil óbitos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Russian citizen queue for medical control at Kiev railway station on March 27, 2020 prior their boarding on a special train to Moscow. - Due to the situation with the novel coronavirus (COVID-19), a special train will be launched on the route Kiev - Moscow - Kiev to evacuate Russians from Ukraine and Ukrainians from the Russian Federation ahead of Ukrainian borders closing. (Photo by Sergei SUPINSKY / AFP)
Russos usando máscaras de contenção | Foto: Reprodução

De acordo com informações divulgadas na última segunda-feira (28) pelo próprio governo, a Rússia descobriu que seus números relacionados à COVID-19 estavam incrivelmente subestimados. Até a presente data, as estatísticas apontavam para a morte de 55 mil pessoas durante a pandemia. No entanto, após uma revisão nesses dados, a Rússia admitiu que, na verdade, a COVID-19 teria tirado 186 mil vidas.

Obviamente, a imprensa imperialista está utilizando o fato para aumentar a sua campanha contra o governo russo, alegando que a Rússia estaria em uma situação pior do que a da Europa. Não é bem assim.

O que a revisão na Rússia revela é que, na verdade, os números de qualquer país pode — e deve — estar muito distante da realidade. No caso do Brasil, isso é ainda mais evidente: o País não testa sua própria população e é governado por uma escória interessada em abrir a economia o mais rápido possível,

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas