Rússia: EUA tentam infiltrar armas e forças especiais na Venezuela dentro do comboio “humanitário”
4689491911
Rússia: EUA tentam infiltrar armas e forças especiais na Venezuela dentro do comboio “humanitário”
4689491911

Da redação – O Ministério de Relações Exteriores da Rússia denunciou hoje (22) que, por trás da mentirosa “ajuda humanitária” a ser entregue pela fronteira da Venezuela com a Colômbia e o Brasil, neste sábado, os EUA tentarão infiltrar forças especiais bélicas e armamentos para a direita golpista venezuelana.

“Essa provocação é executada por Washington em conformidade com todas as regras da arte militar (…) há indícios de que forças especiais e material bélico dos EUA são transportados para o território da Venezuela”, declarou a porta-voz do ministério russo, Maria Zakharova.

Os serviços de inteligência da Rússia são reconhecidos internacionalmente como de primeiro nível, portanto os russos costumam acertar em suas informações.

Zakharova também falou que “há relatórios [que informam] que companhias dos EUA e de seus aliados na OTAN não descartam adquirir um grande lote de armas e munições em um dos países do Leste Europeu para depois entregá-las às forças opositoras da Venezuela”.

Na mesma coletiva de imprensa, a funcionária do governo russo advertiu: “Para 23 de fevereiro (amanhã) está prevista uma provocação perigosa de grande envergadura, o cruzamento da fronteira da Venezuela, incitado e encabeçado por Washington, pelo chamado comboio humanitário que pode provocar enfrentamentos entre partidários e adversários e criar um pretexto conveniente para uma ação militar com a finalidade de afastar do poder o atual presidente legítimo.”