Tratado armamentista
Os dois países ampliam por mais de 10 anos acordo que busca manter estabilidade militar na região.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Foto: Flickr/openDemocracy Licença: CC-BY-SA 2.0
Bandeiras de Rússia e China. | Foto: Flickr/openDemocracy Licença: CC-BY-SA 2.0

Nesta terça-feira, 15, o ministro da defesa russo, Sergey Shoygu, e o ministro da defesa chinês, Fenghe Wei, anunciaram a ampliação de acordo de compartilhamento de dados de lançamentos balísticos.

Este acordo permite que ambos os países tenham mais informações acerca de exercícios militares, permitindo que saibam rapidamente se algum outro país está realizando lançamentos na região.

O acordo anterior estava para expirar hoje, 16, entretanto, a ampliação o tornará válido por mais 10 anos.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas