Rússia denuncia: imperialismo prepara um ataque químico na Síria para culpar Assad e bombardear o país

U.S calls for El Assad to step down

O ministro da Defesa da Rússia Sergei Ivanov anunciou, nessa semana, que uma enorme quantidade de agentes venenosos foram trazidos para a cidade de Saraqib, na Síria. Segundo o governo russo, os agentes venenosos seriam utilizados pelos rebeldes para iniciar uma provocação e culpar o presidente Sírio, Bashar al-Assad.

Anteriormente ao anúncio do ministro da Defesa, o Ministério do Exterior já havia alertado que os Estados Unidos pretendia organizar um falso ataque químico para usar como pretexto para uma intervenção na Síria.

Assim como nos demais países atrasados no mundo, o imperialismo tem levado na Síria uma ofensiva para derrubar os governos nacionalistas e implantar um governo completamente entreguista, um governo que seja um mero capacho dos monopólios internacionais. Na medida em que Bashar al-Assad, bem como Maduro na Venezuela e Ortega na Nicarágua, resistem, a crise se aprofunda e as investidas da direita se tornam cada vez mais declaradamente antidemocráticas.