Rui Costa Pimenta: “os militares estão comendo o regime por dentro”

dfgfdh

Todos os sábados acontece o programa Análise Política da Semana, às 11h30 da manhã, onde o companheiro Rui Costa Pimenta, faz todo um apanhado do cenário nacional, explicando a situação política de um ponto de vista marxista, que direcione a luta real e concreta dos trabalhadores.

Além da transmissão ao vivo pela Causa Operária TV, você também pode ouvir e acompanhar a análise pela Rádio Causa Operária. No trecho a seguir, Rui comenta acerca do avanço dos militares no cenário político, que desde muito antes vêm acontecendo e isso vem se dando por dentro das instituições, onde a grande maioria de ministérios que envolvem a segurança e outros órgãos, estão sendo tomados  por militares.

“Uma outra coisa que nós temos que assinalar com bastante clareza, é o seguinte: quando os militares começam a comer o regime por dentro, isso é um sinal muito claro de que nós estamos a caminho de um golpe militar. Uma das formas mais clássicas, nós podemos dizer assim de preparação para o golpe militar, é comer o regime por dentro. Muita gente acha que o golpe militar é um processo totalmente externo ao que está acontecendo no governo e tudo mais, isso não é assim. O processo do golpe militar começa em geral dentro do governo, por exemplo o golpe de 1954, contra Getúlio Vargas, ele já sabia que a força aérea e a marinha estavam contra ele, quer dizer já estavam pressionando para a renúncia dele. Os comandantes que ele havia escolhido para a aeronáutica e para a marinha, já haviam avisado ele que as tropas estavam contra ele, quer dizer que na verdade as tropas estavam alinhadas para o golpe.

Ele confiava no ministro do exército, ele achava que o ministro do exército ia garantir a situação dele, até porque o exército é de longe a força armada mais importante, mas dentro do exército o que também acontecia é que estava se organizando o golpe , e quando o exército decidiu que o Getúlio deveria sair, quando o ministro dele, que era a pessoa de maior confiança dele dentro das forças armadas, falou que os oficiais também estavam pela saída dele do governo, ele se suicidou.

Quer dizer, o golpe foi armado por dentro do governo e não por fora. Então nós temos que entender, que o que está acontecendo no Brasil nesse momento; os militares tomando conta do STF, tomando conta do executivo, intervindo no Rio de Janeiro, isso é um golpe militar! Não apenas uma ameaça de golpe militar, os militares estão concretamente tomando conta do governo, vai chegar uma hora que a única coisa que resta, é declarar que eles vão mudar isso, mudar aquilo, vão mudar aquele outro.

Se logicamente for eleito um presidente que inaceitável pra eles, vão mudar isso também, vão retirar o presidente. Ou pela via legal, vão ameaçar o congresso, ameaçar o STF e tudo mais. Quer dizer, nós temos que ter consciência de que o regime político já está inteiramente sob a tutela, o controle dos militares. Não podemos excluir ou esconder esse fato, quem acredita que não há possibilidade para um golpe militar está totalmente fora da realidade, e as forças de esquerda no Brasil, teriam que estar totalmente alerta para este problema.”