Rui Costa Pimenta: “o roteiro batido da esquerda pequeno-burguesa”

haddad

Rui Costa Pimenta mostra qual será o plano da esquerda pequeno burguesa para as próximas etapas e porque ele falhará.

“Nós temos um filme que vai se desenvolver, da parte da esquerda pequeno burguesa, assim:

Primeiro nós temos que Lutar contra o fascismo na eleição. Depois, temos que lutar contra o fascismo fazendo discurso no congresso nacional. Depois, nós temos que lutar contra o fascismo nos unificando com a a direita em mobilizações inócuas, que é o que a esquerda pequeno burguesa mais quer. E entrando com processos judiciais contra o fascismo.

Todo esse plano, que é um plano evidente, não é um plano de luta contra o fascismo. Ninguém em sã consciência pode acreditar que se vai derrotar o fascismo dessa maneira.

Aí vão falar o seguinte: nós vamos reverter o avanço do fascismo nas eleições de 2020 e 2022. Essa proposta inclusive é feita de uma maneira irresponsável. Porque a esquerda acredita que vai progredir sub o regime político, mas ninguém garante isso.

O que nós temos visto um crescimento da agressividade da direita, que não é novidade, está aí desde impeachment. O que está sendo vendido aí é uma grande ilusão: primeiro vão apostar na eleição com Haddad, se perder o PT vai dizer que a eleição foi legítima. Vai fazer oposição pro processo judicial e discurso no congresso. Os fascistas vão tomando conta das ruas, passam a atacar sindicatos, repressão brutal contra greves e nós vamos para a ditadura.

Por isso não se deve levar a sério essa luta contra o fascismo que é só estratégia eleitoral. É preciso organizar uma luta contra o golpe, contra a direita e contra a extrema direita. Tem que ser um movimento que venha de baixo. O circo e a farofada pequeno burguesa levará o país para o desastre.”