Rui Costa Pimenta: “o legítimo direito de ter ódio de Bolsonaro”

Conselho de Ética livra Bolsonaro de processo por quebra de decoro parlamentar

Transcrevemos um trecho do Momentos da Análise, em que a Causa Operária TV destaca trechos significativos da Análise Política da Semana, principal programa da Causa Operária TV e apresentado pelo companheiro Rui Costa Pimenta, presidente nacional do Partido. Neste trecho o companheiro explica porque não se deve solidarizar-se com o fascista Bolsonaro. Imperdível, leia:

A maioria da esquerda de um ponto de vista eleitoral e vê a coisa de um ponto do Vista, sem nenhuma imaginação, ela pensam assim você mata uma pessoa na eleição, a pessoas virá mártir, virá santo, na realidade, na situação politica do atual do Brasil, o que nós temos não é a tendência do Bolsonaro, que ameaçou torturar, ofende todo mundo, que é  repudiado, as pesquisas mostraram, a maioria das mulheres não vota nele, ele tem um repúdio gigantesco entre as mulheres. Quer dizer, o repúdio que a gente vê a ele é o repúdio à truculência da direita contra o povo, a truculência dos opressores, não vai virar Santo de ninguém, a única coisa que o atentado expressa é uma polarização política muito grande.

Nós estivemos aí, nós tivemos a oportunidade oportunidade ver em vários, lugares, nós estivemos no ato do sete de setembro é, o companheiro Nivaldo Orlandi  discursou lá e falou, perguntando retoricamente, quem queria se solidarizar com ‘o anjinho fascista’? Ele perguntou: nós vamos se solidarizar com o ‘anjinho fascista”? É a maior parte do pessoal que estava lá que é  do PT, da esquerda, falou: não. Ninguém quer se solidarizar com ele, é uma farsa, na verdade não é só uma farsa, é uma tentativa de humilhar as pessoas. Depois de tudo que a esquerda passou na mão do Bolsonaro nós vamos agora ficar aí chorando pelo Bolsonaro.

É uma humilhação, é submeter a população a uma humilhação. Todo mundo, todo trabalhador, toda mulher, toda a pessoas de esquerda tem o legítimo direito de ter ódio do Bolsonaro. Que negócio é esse? Agora nós vamos entrar num negócio que a pessoas vem atirando em você e você tem que amar a pessoas, que palhaçada essa. Isso não existe, isso não é uma realidade e nós temos que deixar isso absolutamente claro.

Ouça também na Rádio Causa Operária TV: